segunda-feira, 27 de junho de 2011

Botero - "Dores da Colômbia"

Ao contrário do sentido satírico encontrado na maioria de suas obras, nesta série o que se destaca é a força pictórica de Fernando Botero (Medellín, 1932) para descrever a violência sofrida pelo povo na Colômbia. Ele queria chamar a atenção do mundo e fez isso com seu próprio “testemunho da irracional história colombiana”.

El Cazador
“Dores da Colômbia” dialoga com uma corrente artística que vincula a arte à política. Dentro desse contexto, encontramos outros artistas representativos que imprimiram discurso e fatos históricos em suas telas. Francisco Goya com “Desastres da Guerra” e Pablo Picasso com “Guernica” recriam, a sua maneira, atos cometidos durante períodos de turbulência vividos em seus países.

Até o dia 14 de agosto de 2011 - Exposição de 67 obras de Botero no MON- Museu Oscar Niemeyer eem Curitiba.

El Desfile

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário